Designação do projeto| Barroso GIAHS 4.0 – Ecossistema Digital de Monitorização do Barroso

Categoria do Projeto| Projetos Piloto Inovadores

Região de intervenção| Território do Sistema Agro-silvo-pastoril do Barroso (Boticas e Montalegre)

Entidade beneficiárias| AquaValor – Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia da Água (CoLAB), Município de Boticas, Município de Montalegre

Data de início| 01-07-2022

Data de conclusão| 31-05-2025

Investimento total| 153.492,00 €

Apoio financeiro| 112 499,00 €

Entidades financiadores| BPI – Fundação La Caixa / Fundação para a Ciência e Tecnologia – FCT

Equipa AquaValor| Ramiro Gonçalves (PI) / José Martins (Investigador) / Catarina Gonçalves (Técnica de Investigação) / Jani Silva (Investigadora) / Pedro Moreira (Técnico de Investigação) / Eduardo Lage (Técnico de Inovação) / Frederico Branco (Investigador)

 

Barroso GIAHS SIPAM

Descrição do Projeto

Perante o estatuto de GIAHS (Globally Important Agricultural Heritage Systems), atribuído pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) ao Sistema Agro-silvo-pastoril do Barroso (Alto Tâmega), surge a necessidade de garantir as condições ambientais existentes. Este contexto permitirá a manutenção da classificação GIAHS, garantindo a qualidade de vida na região e estimular o seu desenvolvimento socioeconómico. Prevê-se assim o desenvolvimento de um sistema tecnológico que implemente funcionalidades de monitorização da qualidade do ar, disponibilidade e qualidade dos recursos hídricos, e saúde dos solos.

Esta solução, baseada em redes de sensores sem fios, IoT, inteligência artificial e data analytics, será aplicada na região do Barroso, permitindo o controlo em tempo real das condições ambientais do território, bem como a gestão eficiente da sua componente ambiental, que muito depende da existência de um ecossistema natural com muito baixos índices de poluição.

Este conjunto alargado de dados será a base para o deployment de um Ecossistema Digital focado não só no estimulo à evolução para um processo de tomada de decisão política e empresarial baseada em dados, mas também para o rollout de várias iniciativas de capacitação digital e de tentativa de engagement com as tecnologias digitais.

Principais Resultados (esperados)

  • Identificação dos indicadores físicos, químicos e biológicos que mais influenciam a preservação da qualidade ambiental da região do Barroso GIAHS
  • Análise, especificação e modelação de um ecossistema digital que, em paralelo, permita monitorizar de forma automatizada, autónoma e autossuficiente a qualidade ambiental da região do Barroso GIAHS, e também permita a disponibilização de um repositório de dados estruturados que estimula a evolução da região para uma “smart region”
  • Desenvolvimento, deployment e teste de uma versão piloto do ecossistema idealizado.

 

 

 

 

Patrocínio fundação la caixa FCT