Logo da Fundação La Caixa do BPI

Descrição do Projeto

A atividade termal, ainda que recheada de mérito e aspetos e efeitos positivos para a saúde e bem-estar dos aquistas, carece de validação científica que certifique o seu impacto para a saúde.

Assim, surge o projeto do Observatório da Atividade Termal que visa o desenvolvimento de uma solução, de base tecnológica, que permita uma monitorização individualizada dos efeitos dos tratamentos termais nos aquistas e, consequentemente, uma extrapolação automatizada e inteligente dos resultados individuais para uma visão mais global sobre todo o fenómeno.

Este projeto, que teve o apoio da Fundação BPI La Caixa, finalizou a sua fase inicial de desenvolvimento de uma solução piloto do Observatório da Atividade Termal, estando agora em curso a segunda fase de trabalhos com vista à versão final do referido artefacto.

 

Arquitetura do Observatório da Atividade Termal

 

 

Para contactar com a versão preliminar do Observatório da Atividade Termal, aceda ao seguinte link: OAT